Olá, 2021!

O desconhecido à frente e a esperança como fio condutor.

Foto por Gustavo Fring em Pexels.com

Esperança. Essa palavra repleta de simbolismos talvez seja a que melhor represente o sentimento de milhões de pessoas ao redor do Planeta na virada de 2020 para 2021. Começamos movidos pelo profundo desejo de que o pior tenha ficado para trás e que, finalmente, um novo horizonte comece a despontar nos trazendo oportunidades de recomeços para virar definitivamente a chave do ano que se passou e voltar a viver plenamente. 

Estamos apostando nossas fichas na vacina, torcendo para que ela também chegue para nós, brasileiros, o mais rápido possível. Queremos tocar nossas vidas, concretizar sonhos e projetos que foram arquivados. Milhões de pessoas perderam seus empregos em consequência da crise econômica, que ganhou força na pandemia. O que mais desejamos é que esse vírus seja banido, afastando essa onda de medo e insegurança que insiste em nos derrubar desde março, quando a OMS decretou a pandemia. 

Mas, afinal, o que podemos esperar desse novo ano? Talvez a resposta não seja tão complexa como imaginamos. E mais: pode estar dentro de cada um de nós. Primeiramente, é fundamental entender que nada acontece de forma isolada, sem que façamos algum movimento. Não podemos esperar que as coisas mudem instaladas em nossa zona de conforto, paralisadas pelo medo do desconhecido. 

O primeiro alvo de mudanças somos nós. Começar a abrir caminhos para promover as transformações que tanto se deseja e precisa nesse novo ano. É claro que 2020 nos paralisou e nos deixou perplexos diante de uma crise sanitária sem precedentes, e que, literalmente, parou o mundo em alguns momentos ao longo de um ano tão sofrido. 

Estamos conscientes de que ainda precisaremos conviver com uma série de questões, a máscara e o distanciamento social serão algumas delas. A pandemia, infelizmente, ainda não acabou. No entanto, esse cenário sombrio não pode continuar nos impedindo de seguir em frente, de lutar para conquistar aquilo que merecemos e precisamos. 

Texto: Rachel Jordan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s