Modelo de Desenvolvimento Local Alinhado com os 4 Pilares da Educação

O Instituto Plataforma Brasil, em todos os seu projetos, trabalha a partir de um modelo inédito de desenvolvimento local que é composto por 5 movimentos: Aproximar, Conectar, Empreender, Consolidar e Sustentar.

Este modelo começa com a valorização e engajamento das pessoas envolvidas e gradualmente transforma toda a comunidade de forma articulada e motivada para implantar mudanças sociais e ecológicas importantes para seu bairro, município, região, país e planeta.

Os jovens têm papel fundamental nesse processo e são os protagonistas das mudanças transformadoras. Trabalham em parceria com os adultos, envolvendo diversos setores, gerações e culturas.

O Programa Educativo Anne Frank, em suas atividades, se alinha e se compromete também com os 4 Pilares da Educação, propostos pela Unesco. 

Elaborados em 1999 por Jacques Delors, professor francês, aos 4 Pilares da Educação foram publicados no relatório: “Educação: um tesouro a descobrir” e definem os aprendizados considerados essenciais para que as crianças se desenvolvam cognitivamente e socialmente.

São eles: 

1 – Aprender a conhecer

O que é?

Esse pilar envolve o ato de compreender, descobrir ou construir o conhecimento. Mais do que adquirir saberes, as crianças devem ter interesse real pela informação e prazer em aprender e se aprimorar constantemente.

Como é trabalhado no Programa Educativo Anne Frank?

Anne Frank é uma inspiração e um exemplo de superação para muitos jovens hoje. Isso estimula sua curiosidade e os leva a querer saber mais sobre a vida e os tempos em que Anne Frank viveu. A Casa de Anne Frank desenvolveu muitas ferramentas educacionais modernas, focadas nos jovens, através dos quais eles podem aprofundar seus conhecimentos e encontrar respostas para suas perguntas, de forma off-line e online. Além disso, todas as atividades desenvolvidas diretamente com os jovens, como treinamentos, encontros e visitas, sempre misturam dois elementos muito importantes para o engajamento dos jovens: diversão e propósito.

Este pilar tem uma relação direta com os movimentos: Aproximar e Conectar

2 – Aprender a fazer

O que é?

Além de obter conhecimento teórico, as crianças precisam colocá-lo em prática. Mobilizando suas habilidades cognitivas, elas devem estar aptas a:

Fazer escolhas;

Pensar criticamente;

Solucionar problemas;

Atuar da maneira mais adequada em situações incertas;

Não confiar em modelos pré-existentes.

Como é trabalhado no Programa Educativo Anne Frank?

A partir do primeiro treinamento e envolvimento do jovem como monitor de uma exposição Anne Frank, o jovem se capacita para assumir um novo papel de protagonismo juvenil e começa a promover na sua comunidade ações que são diretamente relacionadas à história Anne Frank ou  inspiradas pelo legado dela.

A partir das ações promovidas, o conhecimento dos jovens se aprofunda e, no processo de fazer, eles se capacitam para promover ações de forma cada vez mais independentes e autossustentáveis. 

Essa etapa tem uma relação direta com os movimentos: Empreender, Consolidar e Sustentar

3 – Aprender a conviver

O que é?

Saber conviver em sociedade e se colocar no lugar do outro são fatores-chave nos dias atuais. Esse pilar, portanto, gira em torno do aprendizado da não-violência, em que a hostilidade dá lugar ao espírito colaborativo.

Essa aprendizagem acontece e se aprofunda ao longo do processo todo dos 5 movimentos: Aproximar, Conectar, Empreender, Consolidar e Sustentar.

Como é trabalhado no Programa Educativo Anne Frank?

Organizados em Rede, os jovens criam espaços criativos de colaboração e de prática para aprender a conviver de forma harmônica com base na Comunicação Não Violenta, onde desenvolvem ações em conjunto sobre temas relevantes à juventude.

4 – Aprender a ser

O que é?

O último dos pilares da educação da UNESCO está relacionado ao desenvolvimento do ser como um todo. No caso, todos precisam estar aptos a pensar de forma crítica e autônoma e ser capaz de formar seu próprio juízo de valor.

Os fatores-chave deste aprendizado são:

Inteligência;

Criatividade;

Sensibilidade;

Responsabilidade;

Pensamento crítico;

Ética.

O pilar incentiva, ainda, a diversidade de personalidades e talentos – evitando que haja algum padrão de comportamento a ser seguido. Para isso, é essencial que os jovens vivenciem ocasiões que permitam descobertas e experimentações culturais, sociais, artísticas, desportivas, científicas e estéticas.

Como é trabalhado no Programa Educativo Anne Frank?

O trabalho desenvolvido pela Casa Anne Frank foca especificamente em questões relacionadas à identidade e a valorização da diversidade, em especial, em torno da temática de “Deixe-me Ser Eu Mesmo”. Por meio de uma grande variedade de materiais educativos, o jovem é estimulado a desenvolver novas habilidades e fazer reflexões sobre a sua própria identidade e os seus direitos e deveres, refletir sobre como funcionam processos de discriminação e exclusão e qual é o seu papel na sociedade.

Esta aprendizagem acontece e se aprofunda ao longo do processo todo dos 5 movimentos: Aproximar, Conectar, Empreender, Consolidar e Sustentar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s