Programa Educativo Anne Frank desenvolve série de atividades na cidade de Cabreúva

Combater o preconceito, lutar pela igualdade, promover o diálogo de paz. Estes têm sido os pilares das atividades desenvolvidas pelo grupo de jovens do Programa Educativo Anne Frank que compõe o Fórum Permanente da Juventude de Cabreúva.

No último mês, uma série de atividades foi desenvolvida por eles, com o objetivo de trazer toda a comunidade para a responsabilidade de promover uma cultura de paz. A programação incluiu, desde a realização de um Cine Club à um encontro com um grupo de idosos, utilizando a metodologia do Tool Kit, desenvolvida pela Anne Frank House e que abriu o diálogo sobre a ditadura, os últimos anos de governo no país e o cenário político, extremamente polarizado que temos vivenciado às vésperas das eleições presidenciais no país.

Confira abaixo como foram duas das principais ações, a partir da visão dos próprios jovens.

“No dia 28 de setembro, sexta-feira, o CRICA em parceria com o Fórum da Juventude e IPB realizaram o evento anual em comemoração ao mês de conscientização e combate ao suicídio, o Setembro Amarelo. Como contribuição, os jovens do Fórum, que também fazem parte do grupo de teatro da cidade, “Os Samurais do Teatro”, apresentaram a peça “Qual é a ditadura que te aprisiona?”, por se tratar de temas que se relacionam com o evento.

annefrank2

As atividades foram iniciadas com a apresentação da peça teatral, seguida por música, uma palestra do CRICA sobre depressão, suicídio e o trabalho desenvolvido pela equipe na cidade, palestra de uma representante do Centro de Valorização a Vida (CVV), apresentação e convite do Fórum da Juventude e como fechamento, com uma roda musical. O evento contou com cerca de 35 pessoas”.

“Já no dia 30 de setembro comemoramos os Dias Municipal e Internacional do Idoso.
A Associação Cabreuvana da Terceira Idade (ACATI) em parceria com a Rede Jovem Anne Frank, realizou um almoço seguido de um atividade Toolkit para aqueles que vieram participar desse dia tão legal!.

annefrank1

Depois da macarronada deliciosa da Dona Dula, uma das sócias do ACATI, apresentamos um breve vídeo sobre a vida de Anne Frank e sobre direitos humanos e batemos um papo sobre preconceito e discriminação, focado na visão e experiências dos idosos sobre esses temas. Foi muito legal ter essa experiência com essa turma, pois percebemos o quão importante é a relação do jovem com o idoso e a troca de sabedoria e energia que tivemos com essa atividade”, conta Luana Salvador, integrante do grupo.